MIELOMA - LINFOMAS E LEUCEMIAS

O câncer é definido como sendo um crescimento anormal e acelerado de um grupo de células malignas, que pode resultar ou não na formação de um tumor ou nódulo. 

Quando esse crescimento afeta os plasmócitos, as células que fazem parte do sistema de defesa do corpo humano, também chamados de glóbulos brancos, resultando no crescimento de células que passaram por um processo de mutação e não são normais, ou seja, não ajudam o corpo do paciente, ele é diagnosticado como MIELOMA.

Por ser uma célula, o MIELOMA pode afetar o funcionamento da medula óssea e causar mudanças no sangue do paciente, inclusive com um aumento nas proporções de plasma presente em sua corrente sanguínea.

Ainda, o MIELOMA causa outras complicações, como insuficiência renal e problemas no sistema imunológico.
 
O MIELOMA é um câncer silencioso, em que a pessoa não apresenta sintomas nos estados iniciais.

Alguns dos sinais de MIELOMA são: dor em certos ossos como costelas, costas e peito; fraturas e ossos fracos; níveis elevados de cálcio na corrente sanguínea; paciente fica doente com facilidade porque seu sistema imunológico está debilitado; cansaço e fadiga constantes; anemia; palidez; perda de peso e apetite; insuficiência renal; confusão mental; sede excessiva.

Fonte: rededorsaoluiz/doencas/Mieloma

Por mais de 25 anos a Invivoscribe vem apoiando e fornecendo tecnologias destinadas ao diagnóstico de doenças oncohematologicas para médicos, pesquisadores e laboratórios, com o intuito de melhorar a vida de pacientes em todo o mundo e, a CITOGEM apoia esse trabalho e dedicação oferecendo através deste importante parceiro a tecnologia dos ensaios de clonalidade ao mercado brasileiro. Ferramenta fundamental e complementar ao diagnóstico de linfomas e leucemias. Disponibilizamos a linha Identiclone, baseada em PCR e Eletroforese Capilar, e a linha Lymphotrack, baseada nas plataformas de NGS (Next Generation Sequencing) da Illumina e Thermo Fisher. Ambas tecnologias permitem a identificação dos clones neoplásicos, além do monitoramento da carga tumoral do paciente!

O MIELOMA é o segundo câncer de sangue mais frequente no mundo e acomete, principalmente, pessoas com mais de 60 anos. A gravidade da doença está relacionada ao padrão de crescimento e sintomas, como dores ósseas e cansaço, que costumam ser confundidos com outras patologias, comuns com o avançar da idade, retardando o diagnóstico.

Os principais sintomas são dores nos ossos, anemia, insuficiência renal, fadiga e fraturas³. O diagnóstico gera impacto nos mais diversos âmbitos da vida do paciente. "Uma equipe multidisciplinar composta por psicólogo, nutricionista, geriatra e fisioterapeuta, por exemplo, pode promover uma melhor resposta ao tratamento e proporcionar mais qualidade de vida em qualquer estágio da doença", afirma a onco-hematologista Dra. Danielle Leão, Pesquisadora Clínica em Neoplasias Hematológicas na Beneficência Portuguesa de São Paulo.

A especialista explica ainda que pelo aspecto psicológico, o choque no momento do diagnóstico pode gerar sentimentos como apreensão, desânimo e não aceitação. Por isso, é extremamente importante que o paciente e seus familiares busquem apoio externo, mantenham-se informados e em contato com profissionais que possam apoiá-los. Aliado a isso, adotar uma alimentação adequada e uma rotina de exercícios físicos, com orientação dos profissionais médicos, compõe um conjunto de iniciativas importantes na promoção de um quadro clínico positivo.

"Apesar da doença não ter cura, o avanço da medicina traz uma nova perspectiva para os pacientes, que conseguem cada vez mais ter uma melhor qualidade de vida", conclui a especialista.

Fonte: Oncoguia


Veja mais em:


VAMOS CONVERSAR? PREENCHA O FORMULÁRIO E AGENDE UMA REUNIÃO CONOSCO